Vida(s)em ViAGeM

\”Andamos com a corda e a faca na garganta e continuamos a sorrir como se nada fosse. O riso sai aos solavancos num choro contido mas rimo-nos e é o que importa. É uma forma de ficar em silêncio.\”, por José Félix

Inteligência Amorosa Outubro 31, 2006

Filed under: Elisabete — elisabetecunha @ 11:48 pm

 AMOR

O  que é inteligência amorosa?

Ter inteligência amorosa é, antes de qualquer coisa, ter auto-estima, saber a hora certa de falar e de calar, de chegar e de se retirar, de impor e de aceitar.

Como diz o psiquiatra e escritor José Angelo Gaiarsa, “é a arte de se relacionar bem com os outros, de ter tato, de perceber o(a)  parceiro(a). De ter a percepção do não-verbal: o rosto,o tom de voz, osorriso.Tudo isso quer dizer muitas coisas”, diz ele.

Mas muitas pessoas são inteligentes em todos os aspectos da vida, e quando chega a hora de se relacionar amorosamente não conseguem se dar bem:pressionadas pelo mundo, pela competitividade(que o mercado de trabalho impõe), pela mídia( que estabelece padrões de comportamento) , pela família e pelos” amigos”( que cobram status e estado civil),tornam-se presas fáceis de sua ansiedade e de falta de tato.Resultado: frustação.

“Quando você se dá bem com alguém, a convivência é como uma dança”,explica o dr.Gaiarsa. “Dançaré ter inteligência amorosa com esta pessoa, e significa olhar bem,ouvir com atenção a música da voz, dialogar usando a percepção:não é entender o outro com a cabeça, nem dialogar com palavras;é perceber o outro inteiramente”, ensina.

 

É PRECISO TER CORAGEM!

Filed under: Elisabete — elisabetecunha @ 12:06 am

    Em muitas ocasiões,não sabemos avaliar o que realmente precisamos: força ou coragem.Apesar de estar ligada  à outra,vejo a coragem como base de tudo.Afinal,é ela que nos dá a força para enfrentar, superar e vencer todo e qualquer embate.

É a coragem que nos enche de  ânimo r rsperança.Precisamos,sim,de força para nos reerguer,mas é sendo corajosos que aprendemos a nos manter em pé.Sem disposição e encorajamento.ficamos temerosos,preferindo muitas vezes pegar o caminho do conformismo.

Portanto,temos que ter a coragem para curar as feridas,amar,chorar, ganhar ou perder.Coragem para encarar os desafios e vencê-los.

E a maior delas é a vitória sobre nossas imperfeições, ou seja,aquela que nos dá o Ímpeto para nos vencermos,antes de querer vencer o próximo, de desculparmos antes de esperar ser desculpados, de amarmos sempre, apesar das decepções e desencantos da vida.Por tudo iso,travo comigo uma batalha diária de jamais deixar a coragem escapar-a coragem que  me acalma, fortalece e engrandece.Persiga a sua também!

Bom final de semana para todos!     muita paz!

 

CALMA! Outubro 30, 2006

Filed under: Elisabete — elisabetecunha @ 1:01 am

A irritação não resolve.Use aserenidade no trato de um problema. Analise suas facetas e acredite sinceramrnte numa solução a ser encontrada de uma ou outra maneira.

Boa Sorte!                Abraços do Brasil!

 

Meu pefil II Outubro 29, 2006

Filed under: Sonhos de viagens — elisabetecunha @ 3:19 pm

     Minha amiga raquel,propós que fizessémos o nosso perfil,como ja tinha feito o comentário sobre o meu perfil.Espero não ser repetitiva.

  Sou brasileira, nasci emoro em Salvador no estado da bahia,que se localiza no nordeste brasileiro. Salvador é uma cidade muito bonita ,com praias maravilhosas e um por do sol de tirar o fôlego!. Somos muito alegres ,apesar das dificuldades, continuamos firmes.

 Dizem que na Bahia é festa todo dia , acredito que seja mesmo. As pessoas são muito acolhedoras com o turista , isso me dá um certo orgulho. A  culinária é fantástica e dá água na boca(difícil resistir!).

     Meu nome é Elisabete cunha , sou loura, alta e tenho o biótipo bem brasileiro(cheinha) não sou gordinha, mas luto sempre contra a balança , fazendo atividade física e comendo moderadamente. Tenho 39 anos, estou um pouco na crise da meia idade , pois me acho com 30, tanto fisicamente como em algumas situações. A idade nos dá uma serenidade ,ao mesmo tempo que nos dá um medinho de envelhece,(estou cuidando disso na minha cabeça).

    Sou casada com Nelson há 13 anos , (ele é meu companheiro de todas as horas) temos um filho chamado Rodrigo ele têm 12 anos e é um filho maravilhoso, sempre ao nosso lado nos dando orgulho na escola e com os amigos.

  Fiz faculdade de artes plásticas e hoje sou professora de história da arte(adoro arte) e

procuro sempre passar para meus alunos ,a importância de lutar por uma causa justa.

   Sou espiritualista e acredito que tudo que fazemos tem volta:tanto o bem quanto o mal,porisso devemos sempre agir de forma correta e amar as pessoas como companheiros de viagem.           

       Com o tempo nos conheceremos melhor!    um beijo brasileiro!

  

 

Qualquer coisa sobre mim Outubro 27, 2006

Filed under: Desafios,Raquel — Raquel Moniz @ 3:48 pm

Nunca é facil falar sobre nós, é sempre mais facil pedir a alguém que o faça.

Gosto de encarar a vida com um sorriso.
Os meus amigos são o que tenho de mais importante e especial, sem eles não sou nada.
O que mais amo no mundo… a minha irmãzinha.
Trabalho em telecomunicações, e não me consigo imaginar a fazer outra coisa. Este mundo de tecnologia fascina-me.
Sou chorona … choro com música, choro com livros, choro com filmes, choro quando outra pessoa chora.

Num primeiro contacto, sou muito timida 😦 e coro com a mesma facilidade com que se diz “corar”.

Exijo demasiado dos outros. Tanto quanto exijo de mim.
Acredito que a vida, mesmo nos seus dias mais escuros, é demasiado bela para se desperdição com tristezas.
Sei que as pessoas podem me decepcionar (já tive exemplos suficientes), mas mesmo assim merecem a minha confiança… Afinal somos todos diferentes.
Adoro surpresas.

Perco-me com gomas, chocolates, panquecas… Um bom bacalhau de natal e massas. Perco-me com comida.
Querem me ver com um sorriso de “ore’ia a orei’a” esta é para ti Marilia), é levarem-me a uma daquelas lojas em que nos dão uma colher e um saquinho na entrada para encher com coisinhas coloridas e doces 🙂

Não preciso de muito para me sentir bem, para ser feliz. São pequenas coisas… um abraço inesperado, um sorriso, uma gargalhada. Um postal feito à mão. Um poema que não rime. Ver os meus amigos felizes…

Considero-me uma pessoa com sorte. Trabalho no que gosto. Tenho verdadeiros amigos. Tenho o meu pequeno mundo, que aos poucos ganha cor e vida. Tenho alguem que vou conhecendo e que me faz sorrir… Que mais preciso? 🙂

 

Desafio Outubro 26, 2006

Filed under: Desafios,Raquel — Raquel Moniz @ 10:24 am

Deixo aqui um desafio às minhas companheiras de Viagem, que tal cada uma escrever um post a falar um pouco de si?

Qualquer coisinha serve. Basta usar a imaginação.

Icem as velas…

 

Novo viajante

Filed under: Raquel,Sonhos de viagens — Raquel Moniz @ 10:01 am

Apartir de hoje temos um novo viajante nas jornadas de Vida(s)em Viagem.

Alguém que está no outro lado do Atlântico e que por certo vai dar muita vida a este blog.

Elisabete, bem vinda. Faz de conta que estás em casa 😀